Descoberto no primeiro teste de desempenho de GPU externa Intel DG1

A Intel será incluída na competição ao lado da NVIDIA e da AMD na frente das placas gráficas.

Descoberto no primeiro teste de desempenho de GPU externa Intel DG1

Sabemos que a Intel trabalha na arquitetura da GPU Xe há muito tempo. Essas GPUs serão usadas em muitos dispositivos, soluções externas e integradas em todas as plataformas. À medida que a data de anúncio de novas placas gráficas se aproxima, os vazamentos continuam a aumentar. A primeira placa gráfica discreta com GPU Xe DG1 da Intel foi testada no 3DMark.

A GPU, que foi detectada no teste Fire Strike, parece ter uma dura competição com os chips básicos de seus concorrentes. Infelizmente, nenhum recurso técnico da GPU foi detectado no resultado do benchmark vazado.

Em termos de desempenho bruto, a placa de vídeo baseada em GPU Xe DG1 consegue marcar 5960 pontos, que está no mesmo nível da GeForce GTX 950. A GeForce GTX 1050 ainda é muito mais rápida que a GPU DG1 e pontua cerca de 500-800 a mais.

Esperamos que a arquitetura Intel Xe seja usada primeiro nos processadores móveis Tiger Lake, que estarão disponíveis no segundo trimestre de 2020. Além disso, veremos GPUs externas ao longo do tempo.

Atualmente, a AMD conta com GPUs Vega baseadas em uma fabricação refinada de 7nm junto com APUs Renoir. A NVIDIA, por outro lado, preferiu usar a arquitetura Turing em suas soluções gráficas móveis externas básicas. Assim, a linha MX ficará fortalecida e o ambiente competitivo se intensificará.

Um Ryzen 7 4800U com 8 Unidades de Processamento Gráfico com clock de 1750 MHz em um design de 25W marca 3543 pontos no mesmo benchmark. Assim, há uma liderança de cerca de 70% sobre as GPUs Vega avançadas da AMD. Considerando que isso é usado em chips móveis Tiger Lake com um TDP de 28W de baixa potência, podemos pensar que as GPUs integradas Xe DG1 podem oferecer desempenhos impressionantes.

Por outro lado, após os primeiros chips DG1, espera-se que a série DG2 de maior desempenho ocupe seu lugar no mercado no futuro.

Notícia

GPU,Dg1

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *